Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ANTIGAMENTE

Antigamente,
tudo aqui era mais belo.
Tinnha um ipê amarelo
carregadinho de flor.
Tinha um banquinho
amarrado com cipó
onde à tarde a minha avó
contava histórias de amor.

E era lindo,
toda noite na Capela
tinha reza à luz de vela
e Mariazinha  estava lá.
Mamãe passava
meu terninho já surrado
que eu vestia com cuidado
para não amarrotar.

Ah, que saudade
da rolinha cor de terra
que descia lá da serra
pra cantar no meu quintal,
e do gramado,
onde hoje é uma praça
para mim bem mais sem graça
com seus bancos de cristal.

Mas foi como disse
o doutor lá da cidade:
_ Com a tal de eletricidade
o progresso vai chegar!
E o progresso chegou assim: 
De repente!
Roubando o tempo que a gente
reservava pra se amar.
silasol
Enviado por silasol em 13/11/2006
Reeditado em 13/11/2006
Código do texto: T289861

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (CITE O NOME DO AUTOR E LINK PARA A OBRA ORIGINAL). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
silasol
Sabará - Minas Gerais - Brasil, 65 anos
653 textos (73324 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:03)
silasol