Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema para ouvir Cristina (*)

Subitamente
 
Do prenhe vão da parede
 
A voz irrompe

E nos prende

Em sua rede de afeto

E enleio dorido

- sede.
 
Em busca do tempo perdido,
 
Liberta o verbo interdito
 
O que, dantes,
 
Andava, só,
 
Entre dentes

- medo.

E plana singularmente
 
Declama o que há de gauche no peito
 
Anjo torto contra o infinito pé direito.
 
Vem
 
E não mais que de repente nos toca
 
Nos sopra no ouvido mouco
 
A mágoa em tempo algum

olvidada:
 
Ah! como nos provoca, nos magoa
 
Nos acorda o amor, essa lírica

Borbolépida
 
Trânsfuga da muda lettera.
 
E paira
 
-    Entre tímida e desafiadora –
 
Sobre a áspera
 
E mecânica trilha sonora
 
Do trânsito que rasca e amedronta
 
Lá fora.


(*) Cristina Nunes recitando seu poema "Mariposa"
Nelson Oliveira
Enviado por Nelson Oliveira em 25/11/2006
Reeditado em 25/11/2006
Código do texto: T301198
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson Oliveira
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 55 anos
345 textos (25589 leituras)
2 áudios (313 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:40)
Nelson Oliveira