Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUENTANDO O FRIO**

Na vida sigo sem desígnios fortes.
Pisando firme, olhando à frente,
capturando luz e horizontes,
filtrando amarguras e auguras,
subtraindo desencontros e desencantos,
somando pássaros, flores, crianças,
multiplicando cantos, amigos,
dividindo dores, dívidas, dúvidas,
caminhando na sombra,
desviando das matilhas,
seguindo reto pelas ruas tortuosas,
buscando oásis na cidade asfalto,
voando alto, sonhando inquieto,
realizando, compondo, juntando brasa,
quentando o frio, criando filhos.
 

Dedicado ao meu falecido pai Adalberto Araújo

cp-araujo@uol.com.br
Célio Pires de Araujo
Enviado por Célio Pires de Araujo em 12/07/2005
Reeditado em 21/10/2006
Código do texto: T33450

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Célio Pires de Araujo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Célio Pires de Araujo
São Paulo - São Paulo - Brasil
1075 textos (32926 leituras)
2 e-livros (236 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:27)