Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amigo do peito

Eu hoje entendi
O que quis dizer o poeta:
"Amigo é coisa pra se guardar
Do lado esquerdo do peito".
Eu olhei e encontrei
Do lado esquerdo eu encontrei
Gente de papo, de estudo,
De copo e do peito.
Amigos do peito!
Taí! Tá explicado!!!
Gente que trago no peito
Guardados no lado esquerdo.

Se os tenho visto?
Se nos temos falado?
Que diferença faz?
Estão lá, guardados.
Percebo mesmo que alguns
Estão mais intensamente
Do que se os pudesse agora
Voltar a encontrar.
Tão intensamente
Claramente eu percebo
Que só meus sentidos
Me falam de saudade.

Lá dentro
Do lado esquerdo do peito
Estamos muito à vontade
E muito nos entendemos
E esperamos...
Um dia amigo
A gente vai se encontrar.
Maurício Victor de Uzeda
Enviado por Maurício Victor de Uzeda em 26/07/2005
Reeditado em 24/07/2008
Código do texto: T37969

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Maurício Victor de Uzeda
Lençóis Paulista - São Paulo - Brasil, 58 anos
49 textos (3267 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:45)
Maurício Victor de Uzeda

Site do Escritor