Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cadê nossos "amigos"? II

Cadê nossos amigos?
Os mais antigos!
Com quem sorrimos,
E nos divertimos.

Também choramos,
Até brigamos...
Mas se foi, escafedeu,
E nunca mais apareceu.

Porque será que é assim,
Amizades tendo seu fim,
Acredito que é coisa do destino,
Acho que é “amigo repentino”.

Como se fosse um anjo enviado,
Permanece pouco ao nosso lado,
Sendo de muita utilidade,
Com tempo determinado, validade.

Quantos que passam e se vão,
Talvez nunca mais voltarão,
Depois que se perde o contado,
Talvez jamais será encontrado.

Principal motivo da separação,
É a mudança de localização,
Principalmente se for distante,
Daí não se torna mais constante.

Que Deus tenha os que morreram,
Que muitos já os esqueceram,
São tantos que vem chegando,
Outros tantos que vão saindo.

E a culpa é de quem pela perda,
Quem é o culpado, ou culpada,
Em qualquer circunstância haverá um,
Mas em casos não será de nenhum.

Pois tem pessoas que vem para ajudar,
Depois disso deve continuar a andar,
Não nos preocupemos com isso,
Sempre surge novo amigo, lembre-se disso!

Dedico para todos os amigos que por aqui passarem,
Talvez uns continuem, enquanto outros quem sabe parem.

Reflitam sobre isso...

05-09-2007
Maico Oliveira
Enviado por Maico Oliveira em 05/09/2007
Código do texto: T640433
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Maico Oliveira
Pinhais - Paraná - Brasil
558 textos (241291 leituras)
5 áudios (2325 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 07:51)
Maico Oliveira