Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eleitos

Devemos deixar ao destino, as escolhas.
Porque sempre os caminhos são maças verdes
E ao trilharmos nestes labirintos
Deus haverá de estar presente.
Porque ele é cada um de nós, peregrinos.
Nos encontraremos todos de frente ao sol.

Pelo simples fato de não nos olharmos, nos olhos
não entendemos os segredos do coração,
inventamos idéias sobre cada um de nós
Acreditamos nelas como verdades incontestes.
Muitas vezes escolhemos os corações vazios
Repletos de palavras transcendentais e mágicas
Intelectos, magnéticos, amorosos, sem ações
É o que mais se vê por aí, rondando.

Por vezes, desprezamos um amigo.
Porque ele muitas vezes parece um estrangeiro
Não está adaptado às loucuras do destempero humano
Estando atrelado ao convívio com as chagas sociais.
Assim, solitários caminhamos felizes e infelizes
Algumas vezes apoiados numa fé.
Muitas vezes desorientados no campo de batalha
Carregando o amor nos olhos e tristezas no coração.
É dúbio, contraditório. É alienante.
Porque somos imperfeitos
Mas, eleitos pelo amor.
Maria Rita Pereira
Enviado por Maria Rita Pereira em 13/09/2007
Reeditado em 16/09/2007
Código do texto: T650536

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite e nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Rita Pereira
São Paulo - São Paulo - Brasil
108 textos (3631 leituras)
1 e-livros (86 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/17 06:01)
Maria Rita Pereira