Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Auto destruição

O cinza pode ser belo
O olho pode embaçar
 As nuvens
Todavia, as lágrimas não são eternas.
Onde nasce um rio de lágrimas
Também floresce o verde, esperança de emoção.
Renovada pela força do trabalho pelo amigo, pelo irmão.
E a cor não é padrão, não pode imprimir o ritmo do coração.
Vejo o céu que a nebulosa esconde e não tem azul que o sublime
Sei amigo que o cinza te sufoca, sem vê a luz isso deprimi.
Mas viaje dentro da emoção
Não dê força ao ego, divida a dor com seu irmão.
Quem não carrega o peso hoje em dia?
Somos todos mediantes a euforia
Cavalheiros de algum tipo de agonia
Não se deixe a derrotar
Matar um monstro a cada dia
E se cair vai levantar
Olhar pro cinza e não ligar
Pois mais escuro que a noite pode até ficar
Mas temos luz, ao clarão do outro dia.
E o sol sempre aparece
Secando o olhar de quem se entristece
Depois da dor sempre aparece, uma emoção que irradia.
Revolta é sempre prejudicial
Deixe de lado o baixo astral
Saiba que o céu cinza é sazonal
É transição celestial
Então entenda seu coração
Esqueça este papo de autodestruição
Não caia nesta, a vida é bela meu irmão.
Nrmauric
Enviado por Nrmauric em 17/09/2007
Reeditado em 11/04/2008
Código do texto: T656224

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Maurício Rodrigues ( Nrmauric )). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nrmauric
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
235 textos (9129 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 01:54)
Nrmauric