Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um sonho colorido chamado: Amizade.

Eu tive um sonho,
acordei triste, pensei  é apenas um sonho ,
mas com o passar do tempo pude notar que ele era real,
sua cor não era  ilusória, ela tomava formas simples e abstratas,
num sorriso,
num gesto singelo,
em palavras que simbolizavam um vínculo real e eterno.
Ah! Um sonho que se chama amizade!
Uma forma de expressar cada linha da vida em suas mais belas formas,
segurei firme minha caneta,
queria escrever no papel sem deixar que as mãos trêmulas atrapalhassem,
minha amiga no meu sonho era real,
gritei seu nome bem alto e não conseguia conter a emoção
Comecei a descrevê-lo colorido como foi o sonho,
tomei emprestadas palavras de poetas célebres,
sentei-me à sombra da árvore que fica no quintal de minha casa,
o vento acariciava minha face,
o perfume da primavera espalhando suavemente perfume de suas fragrâncias únicas.
Então em um gesto de forte emoção
peguei o papel e escrevi “Amizade”
muitas palavras vinham,
informes precisei lapidá-las
quando as segurava para dar forma elas sorriam e pareciam fugir gargalhando,
foi uma sensação ímpar,
pensei em você carinhosamente minha amiga,
meu sonho tinha a cor do seu sorriso,
tinha as mesmas flores que são os encantos de sua personalidade
tinha enormes árvores que era a sabedoria de suas palavras
tinha um rio, que corria transparente, que você apelidou carinhosamente esperança.
Esperança regava todos os sentimentos,
esperança não secava mesmo com a seca chamados problemas e
imprevistos da vida,
Ele não era fonte natural,
era fonte sobrenatural de amor,
sentimento que brota em meio ao jardim de nossos dias,
uma amizade colorida como as flores da primavera
ela tem todo esse brilho que seu peregrino olhar transmite,
é infantil às vezes, mas não insosso,
é uma criança que carrega o perdão embrulhado no papel de presente: inocência.
Doce encantos,
doce luz que irradia de seus abraços,
que percorre distância,
que como o Sol distante nos aquece e ainda ilumina nossos dias pela estrada da vida.
Comecei a escrever nas linhas do coração,
com a habilidade de um pintor que junta as cores,
forma uma nova cor jamais vista,
assim nossa amizade se transforma e enche os olhos com cores diferentes e belas,
tem o azul celeste mergulhando num amarelo ouro com laranja avermelhada chamado:entardecer!
Tem um verde sereno e perfumado,
que se mistura com tantos outros verdes e amarelos, e branco e vermelhos chamado: natureza!
Tem a cor dos rios Solimões e Negro que caminham lado a lado sem se misturarem,
tem o Mar transparente de Fernando de Noronha que parece um lugar particular,
tem as noites iluminadas pela aurora boreal do Ártico Polar.
tem tantas cores,
tem tantos significados,
Amizade é vida que se multiplica mesmo em meio ao caos da poluição humana,
confundem-se amizade e traem-se a confiança,
misturam-se individualidade e ela se esgota.
Porém a amizade é esperança que não cessa,
tem nas mãos do Criador toda vigor,
foi ele que nos ensinou a amar os inimigos como amigos,
e amar os amigos como amigos simplesmente: Amizade!
Francis Poeta
Enviado por Francis Poeta em 13/10/2007
Código do texto: T692368

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francis Poeta
São Paulo - São Paulo - Brasil, 33 anos
49 textos (5912 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 15:30)
Francis Poeta