Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COISAS DE MIM

COISAS DE MIM
Numa tarde pela manhã,
em um dia que não existe.
O triste ficou alegre
e o alegre ficou triste.
Foi aquela confusão
tudo estava diferente,
os dentes não queriam mais morder.
A fome não queria comer,
derrepente até o coração
quis parar de bater.
A realidade está mudando,
a terra girando ao contrário.
Será esse, um mundo imaginário?
Tudo certo mas na contra mão. . .
Será que ainda nos encontramos
tão dependentes da antiga realidade,
ou é nesse mundo que as vezes
nós buscamos a nossa felicidade?
A policia fugia,
o jornal se escrevia
de trás pra frente.
A água voltava,
o rio chorava,
tudo era diferente.
Até meus olhos
enxergavam fantasias irreais.
Ou será que era eu,
que durante muitos anos
fiz espelho dos meus pais,
antes de me encontrar.
Um chão mole de capim, que flutua,
o sol e a lua dançando
e eu aqui divagando,
lembrando apenas coisas de mim . . .

HoMenino Poeta
homenino poeta
Enviado por homenino poeta em 18/10/2007
Código do texto: T699173

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (homenino poeta http://www.homeninopoeta.prosaeverso.net/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
homenino poeta
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
2153 textos (102558 leituras)
69 áudios (15242 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 09:17)
homenino poeta