Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEM QUERER

A Ti, suprema Amiga Borboleta Rainha

SEM QUERER

Escreves no etéreo bela poesia
De certa forma
Minha candeia
Que uma parte de mim alumia

Sem querer

Trocas afectos subliminares
De uma enorme humanidade
Espelho do imenso que és
E que mexe e remexe com a minha interioridade

Sem querer

Cerzes Borboletas com Anjos
E estrelas a enfeitar
Enquanto eu sem palavras
A não serem estas
Deixo o meu ser plenamente maravilhar

Sem querer

Ou por querer muito isso
Chamas-me Amigo
Por canais nada habituais
Dos quais estou já habituado
E te admiro
Ainda mais

Sem querer

Trocamos afectos
E muita ternura
Simples e puros
Bela realidade
Que em mim perdura

Sem querer

Estabeleces belos laços
Se calhar sem querer és uma portentosa Amiga
E nisso podes Tu querer
Que vieste do nada mas ficarás para a Vida
E podes acreditar que estarei pela Estrada do Infinito fora
A teu lado
Se assim o entenderes

Sem querer…
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 18/10/2007
Código do texto: T699285

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5148 textos (173438 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 08:21)
Miguel Patrício Gomes