Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM CORAÇÃO E UMA VONTADE!


Eu não sei desenhar . . . nem sei colorir . . .
Só sei amar!

Quando menina eu queria ser cantora
Depois , bailarina  e . . .   quem  sabe   ?
Uma Famosa Pintora    !

Então tentei , mas  . . . não consegui
Aprendi a respeitar meus limites reais

Segui a caminhar . . . fui estudar
Aprendi que Dois mais Dois nem  sempre  são  Quatro
Que o Preto e o Branco misturados fazem o Cinza
Vermelho com amarelo dão a cor ao Diabo!

Descobri as Letras e os  Livros
Visitando Monteiro Lobato . . . fiquei Amiga  da  Emília !
Mocinha . . .  me  vi apaixonada por "Vinícius"  !
Com Adoniram Barbosa, esperei na estação . . .
o Trem das Onze!
Cantei com Jair Rodrigues "As coisas que ele contou", quando pediu que eu preparasse  meu coração , ele já vinha lá do Sertão . . .
Elis  me  ensinou a equilibrar na Corda Bamba . . .
Dolores  Duran me falou sobre A  Noite  do  meu  Bem !
Roberto dizia que , nas curvas da Estrada de Santos, ele não iria mais passar . . . Será?
Erasmo cantava à beira do caminho e . . .
Eu  caminhava  !
Eu  cresci , virei mulher e . . . descobri
outros sons e suas infinitas combinações . . .
Mas . . . prossegui querendo descobrir
o quê eu  poderia  saber   fazer  . . .
com minha Mão e minha  Alma !
Confusa me tornei Mulher madura , mas  ainda . . .  tão verde  Menina!

Amei   . . . Transei
Fiz Filhos . . . Fiz casinha . . .
Ri  . . .  Chorei
Perdi . . . Ganhei
DEI !
Um jardim eu plantei    !
Esperando pelos  frutos  da  sementes lançados à terra   . . .  adormeci  !
Um dia Girassóis floresceram  nela e , então , aprendi que nem sempre só frutos eu colheria   . . .

Que jeito ?

Aprendi a amar as Flores !
O  Mato   . . .    o  Verde!
Entendi que a vida tem  a Força de sua  própria  Lógica
Hoje, eu  respeito mais a vida e as pessoas ,  como elas  se impõem !

Não exijo mais do Amanhã ,   Garantias
Ivoco o Passado com Reverência !
Agradeço a Deus o Momento de  Agora
Presente este , que nos é dado todos os dias
E, me vejo , às vezes , tão  confusa
ainda entre Bytes e Rimas !

Nada desse universo virtual eu sabia
Arregacei as mangas  da lida
Abri  as  portas  sem  limites
Rompi fronteiras desconhecidas e olha  . . .
Cheguei   aqui    !

Nesta rede não sou Peixe!
Sou alguém  que todos  idealizam
Que imaginam  muito me conhecer!

Sinto em todos muito carinho e  afeto
Minha tela em  movimento  se integra com  cada  um  deles
Cada  pessoa  que  aqui  chega
me é . . .  totalmente  singular

Empresto-lhes em meus poemas a minha mais fértil imaginação
Deixo que ganhe alma e se concretize
Presentificada , ora  pelas rimas , ora pelos sons , Noutras  pelas  imagens , em  suas múltiplas  cores . . .

Vim  aqui dizer que eu  escrevi ,
agorinha , este  texto  pra  lhe  dizer ,
de sentimento , do fundo da alma  que  . . .

Eu   gosto   muito  de  Você !

e

Que Eu  só soube escrever este arado
Com as únicas ferramentas que possuo
primitivas , retrógadas e selvagens  :



UM CORAÇÃO E  . . . UMA  VONTADE !
SoraiaMaria
Enviado por SoraiaMaria em 17/11/2005
Código do texto: T72943
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SoraiaMaria
Governador Valadares - Minas Gerais - Brasil
81 textos (350200 leituras)
3 e-livros (488 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 19:53)
SoraiaMaria