Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ODE Á UMA PSICOLOGIA SOMBRIA

(Para o meu amigo Abilio Machado)


Ah! Quanta descrença
meu velho guerreiro!
Fuga? Agora? Não!
Não  é o momento.
É quando mais se sofre
que junto dos amigos
se deve permanecer.
Mesmo calado, mesmo oco,
cansado, derrotado.
Não é no fundo do poço que se
encontra abrigo, lá entre vermes
mas sim no fim do túnel
onde se vislumbra a luz!
Não entre em você, pois irá se perder
lá dentro nós enfraquecemos
somos presos, reféns de nossos eus.
É armadilha, saia daí correndo
volte à vida, à luta, à guerra.
Muito menos engula ondas
veja, amigo, acredite: são pesadelos!
Chore, homem, chore, grite, urre
mas não se jogue assim ao nada!
Jamais se esqueça daqueles
que de ti necessitam, e vivem.
Pessoas para as quais teu exemplo
é sinônimo de coragem.
Dos mais fracos, mais pobres,
mais atormentados!
Abane a bandeira branca
pra vida que te declarou guerra!

        Vera Sarres  19/11/2007  03:15


Vera Sarres
Enviado por Vera Sarres em 21/11/2007
Reeditado em 22/11/2007
Código do texto: T745525

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.sitedoautor.net"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vera Sarres
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
114 textos (4145 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 20:22)
Vera Sarres