Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não sobrou nada além de mim, animo!

Derepente toda esperança que tinhas acabou
O amor fartou-se de tanto sofrer e foi-se embora
A dor chegou,
O medo não bastou,
A tristeza comemorou


Mas quando achares que é o fim
Chames a mim,
Segure minha mão
É melhor que cair no precipício
Não negues meu amor amigo
Conte comigo
Estou aqui dede o principio


Razão para chorar?
Isso não lhe falta,
Há de sobra!
Vamos!
tenhamos uma prosa


Seu amor se foi?
Provavelmente não voltará mais
Perdeu seu dinheiro?
Pedrinho achou,
Pior, não devolverá


Mas tem o futebol!
Ah! nem tudo é sofrer
Ih, furou a bola!
Meu amigo o azar quis te escolher
Tudo bem,
Façamos bolas de meias,
"Que original!"
E o pé!?
Com tanta desgraça você pensa em pé meu amigo!
Vamos
Chores comigo
Estou aqui,
Sempre, sempre, sempre, Blah, blah, blah...
   
diego fernandes da silva
Enviado por diego fernandes da silva em 09/01/2006
Código do texto: T96543
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
diego fernandes da silva
Mogi das Cruzes - São Paulo - Brasil, 73 anos
35 textos (2615 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 04:04)