Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POEMA A RUPDNR...

Rio de Janeiro, 1973

Sinto na alma aquela dor imensa:
Por ser tão grande, diminui meu ser
Que se agiganta com a recompensa
Na esperança que ela vem trazer...

Foi um encontro casual, pensei...
...E o destino vai nos separar...
Faz muito tempo, os olhos cerrei
Vendo o passado, de novo, voltar...

No meu conceito, nada é errado,
Quando amamos, mesmo sem poder...
Tudo na vida quando é limitado
Deve ser dado a quem puder viver...

Pobres de quantos, morrem a toda hora,
Levando a mágoa de um sentimento
Que não tiveram pela vida afora
A experiência de um só momento...

E muitos amam, universalmente,
Não só a essa ou aquela Musa...
E se lhe nega o amor, uma somente,
Recorre à outra, que não lhe recusa...

O meu futuro, por ser tão incerto,
E as circunstãncias que me traz à vida
Limitam muito, tudo que acho certo
Naquela imagem que trago escondida...

E eu amei uma Mulher, somente...
Amor mais puro, jamais existiu.
Umas vieram me fazer descrente,
Outras passaram por meu corpo frio...

Agora penso nela novamente
Como aliás, pensei por todo o tempo
E quando ontem a vi, neste presente,
Fui ao passado todo, num momento...

Sei que pra ela sou ilusão querida,
Maravilhoso sonho que sonhou...
Saudade renovada de uma vida,
Passado que em presente se tornou...

Sonhei com uma tarde cheia de harmonia
Em que a Natureza exuberava...
Tanta beleza, tanta alegria
Que não acordei do sonho que sonhava...

E, ao refletir, maravilhoso dia
Naquele encanto que ela me deixava
Surpreendi a minha alma fria
Com o calor daquela que tornava...

À luz do tempo, a sua imagem linda
Sorri pra mim, como se fosse agora
E eu, amando, como a amo, ainda
Fico feliz pois sei que ela me adora...

Adolescente, o meu amor lhe dei
A ela, menina-moça que me amava...
O seu amor, então, eu conservei
No decorrer do tempo que passava...
Ricardo De Benedictis
Enviado por Ricardo De Benedictis em 18/01/2006
Reeditado em 03/05/2009
Código do texto: T100526

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo De Benedictis
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 77 anos
1214 textos (272370 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:04)
Ricardo De Benedictis