Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Parada cardíaca

Um dia enfim te quedarás cansado de amores e de rancores vívidos e vividos...
De sonhos realizados e de decepções sentidas e consentidas...
De aventuras, venturas, alentos e desalentos...
De lutas vitoriosas e de batalhas perdidas...
E tu, meu coração, estarás lasso...
Mas apesar da agonia lenta da fadiga, há de  abrir-se em ti largo sorriso...
E do intenso azul do firmamento pétalas macias cairão em perfumada poesia...
Pássaros canoros cingiram o espaço com suas plumagens multicoloridas...
Haverá luz e brilho...
E estarás quieto, em silêncio e sem culpa...
Porque estarás consciente de que bebestes da taça dourada que te serviu a vida...
E provastes com avidez da mágica poção que te foi reservada e servida.
E, finalmente, porque cumpristes o papel que te foi designado...
E que todo o tempo esteve a ti atribuído... Antes mesmo de tua primeira batida.
Tony
Enviado por Tony em 19/01/2006
Código do texto: T101069
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tony
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 65 anos
22 textos (5068 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:24)
Tony