Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESPERA

Espera angustiante
que impede o tempo caminhar
não permite abreviação das horas
e nem se comove com quem chora.

Chorar, não me lembro a última vez,
se foi ontem ou há um minuto atrás,
tempo que passou,
perdido, determinação do destino,
um adeus telefônico
apenas e tão somente um adeus romântico

Harmonia de uma voz dizendo "te amo"
consolo oferecido pela espera
e depois uma saudade que desespera
conjectura de um amanhã que desejo e quero

O quê fazer se não esperar
havendo ou não amanhã,
morrer um pouquinho a cada segundo
seria a espera um tributo deste mundo?

Sinto muito e ao mundo digo
hoje tenho um amor verdadeiro e,
se a espera produz feridas,
se além de me fazer sentir saudades
tornando-se obstrução da paz,
nada causa embaraço e nem pode estorvar
de dizer em teu ouvido "eu sempre vou te amar"
e o desejo inrredutível de plantar você em mim..





 
   
 




Wil
Enviado por Wil em 21/01/2006
Código do texto: T101837
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2623 textos (84628 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:13)
Wil