Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A VOZ DO MEU AMOR...CALAF $ DETH HAAK


Dueto A voz do meu amor - Calaf & Deth Haak Haak
Escrevi "A voz do meu amor" e recebi da Deth Haak Haak esse maravilhoso poema que completa perfeitamente o meu.
Agradeço a homenagem e posto os dois aqui.



 A VOZ DO MEU AMOR...

A voz do meu amor é encanto
Me enleva e permite voar
Prescrutar no infinito, acalanto
É alma no tom da esperança

A voz do meu amor é sentimento
Transcende à doce emoção
É verso, sem rima, assentimento
Luz e energia, momento

A voz do meu amor é magia
Que afasta de mim todo mal
É ritmo, cadência fugidia
Os sons e acordes de amor

A voz do meu amor é carícia
Enriquece de rumo meu ser
Na vida é razão sem malícia
Suave alma, sedução

Ah! A voz do meu amor
Me diz tanto...
Sem palavras sem pudor
Alma que fala o amor

Ah! A voz do meu amor...
Serena e sincera
Envolve meu espírito com olor
A voz do meu amor

Calaf


 A VOZ DO MEU AMOR...

A voz do meu amor é sonata tocada
Recitada nas harpas insufladas na brisa.
Flanadas de encanto nas claves, flores
Colhidas ornando viola, almas fulgores...///

A voz do meu amor, matiza cores
Branco do lírio verdejado encanto
No rubro da rosa, perfumando canto
Rimando poemas, versando ardores...///

A voz do meu amor, acalanto do vento
Bailando estro harmonizando lamento
Partitura emocionada de sentimentos
Cintilante estrela constelação de anseio...///

A voz do meu amor seduz sentidos
Pulsando peito solando ouvindo
Alquimia onírica transforma e cria
Condutora de energia tocando dedos...///

A voz do meu amor, é compasso!
Convexos nexos, reverso dos passos,
É rasto deixado no papiro expresso
Simbolismo lido, haustos de beijos...///

A voz do meu amor, chora no riso
Ao gargalhar carpindo o pélago
Incinera transbordando montes
Deita-me na lua amando infante...///

A voz do meu amor, borda os rios
Orgasmáticos ,na imagética do SER
Solando amores , o som do silêncio
Siblimizando acordes, recordes tempos...///

A voz do meu amor, constrói o barroco
Incorpora parnaso, nos muros do átrio
Cinzelada ao vento esculpi meu traços
No banhar das línguas cantando fados...///

Ah! A voz do meu amor, declama ecoa longe
Restringi caminhos, voeja descorda e clama
Não vê barreiras, lida iluminando á padieira
Dorme em brasas afogadas ,ao despertar ente...///

Ah ! A voz do meu amor, a quem ouça
Despudorada, até mesmo desnudada
Mais só tu ORFEU , fame-la ouvir alada!
Ah! A voz do meu amor, fala mesmo calada...///



EXISTE ALGO MAIS LINDO, QUE POETAR DESSE JEITO!
É CONGRAÇAMENTO DE ALMAS,SUTILEZA DE SER. A VOZ DO MEU AMOR É ORFEU DESCREVER....

Deth Haak
Calaf

Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 21/01/2006
Código do texto: T101924
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65345 leituras)
50 áudios (9714 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:26)
Deth Haak