Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TUA FONTE

Dá-me água de beber
Anseio matar a sede
Que em mim
Provocou um deserto
De tamanho querer.

Porém, não se acanhe
Chegue perto
Não tenha medo, nem dúvidas
Pois somente desejo
Matar a sede
Que em mim
Provocou um deserto
De tamanho querer.

Mais ande
Se faça um oásis
E traga alívio
Para o meu pronunciado ser.
Seja o meu manancial
Meu porto seguro
E acabe com a sede
Que em mim
Provocou um deserto
De tamanho querer.

Somente assim
Moveremos à paz que iluminará
Os nossos caminhos
E receberemos o cálice sagrado
Que unirá nossas águas
Na fonte da mesma ternura e do mesmo carinho.
   
Fim desta, C. Santos 24/06/2001.
Akeza
Enviado por Akeza em 21/01/2006
Reeditado em 01/07/2009
Código do texto: T101987
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Akeza
Canavieiras - Bahia - Brasil, 55 anos
2367 textos (403157 leituras)
59 áudios (108003 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 18:57)
Akeza