Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Grito

Eu vejo no areal da praia morta
Batida pelo vento deste inverno
A solidão dorida a me bater à porta
Ecoando triste o marulhar eterno.

Falta-me a seiva da felicidade...
Rugem as ondas desde que partiste.
Meu mar interno brame de saudade.
Fiquei sozinho, acabrunhado e triste.

Restou, do verso vivo, a parceria
Que me acalanta nesta hora fria
Como a amizade de um cachorro bom.

Grito meu verso pela praia a fora
Num desespero. E me resta, agora,
Gritar bem forte sem perder o tom.

iberemachado@yahoo.com.br
Iberê Machado
Enviado por Iberê Machado em 25/01/2006
Reeditado em 31/01/2006
Código do texto: T103567
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Iberê Machado
Viamão - Rio Grande do Sul - Brasil
30 textos (3288 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:37)
Iberê Machado