Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mil Dores

Tais que não choram, mais suplicam o amor,
Como que por instante afaga-me a dor
Quando em veredas persisto eu em voltar
Serás mesmo, que poetas morrem por amar!?

Já os vi voar, já os vi cantar...Em mim pousei,
Como dia chuvoso, céu avermelhado, chorei,
Que fizeras a chuva florir donde andaste
Que em milhões de versos, tu me procuraste,

Lágrimas que não caem, ocultas em mim,
Se falar de amor é amor, procuras-me no fim,
Donde junto deles, sabiás, benjamins e beija-flores,
Estarei esperando por ti, pra tirar-me das dores.
Hilton C da Luz
Enviado por Hilton C da Luz em 25/01/2006
Código do texto: T103736
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hilton C da Luz
São Paulo - São Paulo - Brasil, 27 anos
130 textos (8856 leituras)
1 e-livros (11 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:11)
Hilton C da Luz