Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tormentas

Pai, eu sei que Seu amor é incondicional
E que me ama, o que tão bem me faz.
Sei que as tormentas derrubaram o que construí,
Mas sem elas, jamais reconheceria a bonança.
Obrigada Senhor, pelas dores vividas,
E pelo sangue que sinto escapar por dentro,
E pelas lágrimas que estão me nutrindo.

O poço ainda não secou completamente,
Mas preciso de mais tempestades
Para matar a sede de louvada existência
E lavar o que sobrou daquela cor doentia.
Quero o Seu perdão, pelos pecados mundanos
E seu consolo pela minha noite
Que na eternidade das luzes, brilham.

É dia e ainda choro.
É noite e já acordo entorpecida.
É sol, mas as estrelas por vezes cantam
As canções da felicidade perdida.
Tal mãe, que alisa meus cabelos
Vem meu Pai e me devolve a vida.
Quero viver só pra Ti o resto dos meus dias.
Maria Clara Dunck
Enviado por Maria Clara Dunck em 31/01/2006
Código do texto: T106688

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Clara Dunck
Goiânia - Goiás - Brasil, 30 anos
73 textos (4623 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:10)
Maria Clara Dunck