Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0583 - Basta-me


 

Basta-me um sonho e um sorriso antes da paixão,
um corpo com hálito de cio,
a pele lisa para escrever meus desejos,
até que meu jeito descontrolado se queime de amor.

 
Desafio-te às loucuras mais alucinantes,
ousa amar-me cercado de águas ferventes,
rolar sobre as paredes ásperas das sombras,
dobrar os joelhos frente ao descaso d'outro amor.
 

Não preciso de provas da paixão que nos acomete,
sente o calor que vem das carnes,
a vida que passa entre os olhos, mostrando o caminho,
o mundo, este pequeno pedaço que nos agasalha.
 

Basta-me! Digo não às despedidas, não aos amanhãs,
somos a paixão que vive um hoje de cada vez,
deixemos que o amor mostre nos corpos antes das juras...
quando falar do amor, grita, até que os deuses nos ouçam.
 

02/02/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 02/02/2006
Código do texto: T107131
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116248 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:46)
Caio Lucas