Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GRITO DO CORAÇÃO

RECLAMAM MEUS SENTIDOS

JÁ NÃO SEI O QUE FAÇO

MEU CORAÇÃO BATE A ESMO

QUANDO EM MEU MUNDO NÃO A VEJO



SINTO-ME TRISTE, PROSTADO

AS HORAS JÁ NÃO PASSAM

OS DIAS COM SUA LENTIDÃO

EMPURRA-ME PARA A FRIEZA DA ESCURIDÃO



PRESO NA GARGANTA UM GRITO DE DESESPERO

NOS OLHOS A PROCURA INCESSANTE

EM MIM A CONSTANTE INDAGAÇÃO

ENTENDERÁS A DOR DE MEU LAMENTO?



VOLTA, SINTO O TEU CALOR...

O TEU JEITO TÃO PRESENTE

AINDA QUE DOS MEUS BRAÇOS ESTEJA AUSENTE

CONSIDERE,EXISTE TANTA COISA ENTRE NÓS PENDENTE...



VOLTA, QUANDO DISSE BRINCANDO

JÁ NÃO TE AMO MAIS

MEU SER EM ACELERADO DEVANEIO

QUIZ DIZER, TE ADORO POR TODA FORMA E MEIO



ÑÃO DEIXE PRA AMANHÃ O RETORNO

É MUITO TEMPO JOGADO NO ABISMO

VENHA, TRAGA TODA VOCÊ...

POIS DESSE AMOR, SEMPRE ESTIVE A MERCÊ..





Wil
Enviado por Wil em 03/02/2006
Código do texto: T107524
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2623 textos (84629 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:08)
Wil