Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Testosterona/Beiramar/Pestilência

I

a cena que se repete
meu corpo contra a parede
psicografando minha testosterona
três vezes no mesmo rascunho
com a ponta do dedo
deixando o rastro de carne queimada
sublimação sanguínea
testosterona
e a cena que se repete
meu corpo contra a parede

II

e queima o céu
e o aquário vazio
queima as flores
e os disco voadores

queima o peito que arde em preto
e as bolachas recheadas
difíceis de desmontar

querosene e tinta acrílico

queima a sombra direita
queima a tocha zureta

e se apaga ao tocar a realidade

III

sobre pestilência
enlatada,
dentro da arma que
aponta a lua
Augusto Guimarães
Enviado por Augusto Guimarães em 09/02/2006
Código do texto: T109789
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Augusto Guimarães
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 29 anos
39 textos (2181 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:28)
Augusto Guimarães