Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AO SOM DA CHUVA:


Ao som da chuva

Escuto lá fora
O barulho da chuva
O som do vento no telhado
Pela vidraça vejo os reflexos
Dos relâmpagos que riscam o céu.
O som, ensurdecedor dos trovões.
Sua fúria se faz ouvir a quilômetros.
Um novo relâmpago outro trovão.
Invade meu quarto, assustador.
Um gemido a meu lado me diz.
Que não estou sozinho.
Que tenho alguém a meu lado.
Que acorda com o barulho do trovão.
Assustada me abraça com força.
Ao seu contato, meu corpo se retesa.
E busca traze-la para mais perto.
Sem reclamar, deixou-se cair de costas.
Levando-me com ela em seus braços.
Seus lábios com, sensualidade, me beija.
Com sensualidade trago-a sob meu corpo.
Para ama-la, como ela merece, ser amada.

                          Volnei R. Braga

Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 10/02/2006
Código do texto: T110002
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147463 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:54)
Volnei Rijo Braga