Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vai, pombinha, vai...

Vai, pombinha, vai logo
Leva a carta para ela
Voa ligeira, sem parar
Pousa na janela dela
Arrulha bem suave
Como se fosse eu
Ah! Pombinha
Se você falasse!
Poderia dizer
Tantas coisas
Tantas verdades
Que eu carrego
Na minha alma
Na minha mente
Mas você não fala
Só arrulha, arrulha
E me olha com  esse olho
Tão doce, tão miúdo
Vai logo, não me olhe
Nem olhe para trás
Se não você vai me chorar.
Roberto Bordin
Enviado por Roberto Bordin em 13/02/2006
Código do texto: T111428
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Roberto Bordin
Suzano - São Paulo - Brasil, 70 anos
451 textos (28720 leituras)
26 e-livros (1296 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:36)
Roberto Bordin