Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0589 - Se perguntarem...



 
Se perguntarem...
Diz que sou teu,
tomou-me e amou assim do nada,
como se nada houvesse antes e te amei.

 
Se perguntarem...
Não te acanhes de dizer que falo de amor,
da paixão, do instante que te beijo,
com a certeza de fazer o corpo molhar de prazer.

 
Se perguntarem...
Mostra a linha do infinito,
é até lá que vai nossa paixão,
um universo inteiro só pra nós dois.

 
Se perguntarem...
Diz que somos normais, amantes e só,
que os olhos brilham, as mãos suam,
a visão fica turva quando o beijo vai além da boca.

 
Se perguntarem...
Responde que volto pra ti todas as noites,
é uma boa,
mas só se perguntarem, diz que te amo.

 
14/02/2006

Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 14/02/2006
Código do texto: T111743
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116252 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:12)
Caio Lucas