Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0590 - Faça-me teu!


 
Que seja amor aquilo que me toma,
o fogo que incendeia meu corpo,
abraço sem meus braços, ruim não te sentir.
 
Tenho a morte batendo noutra porta,
que sigam os pensamentos d'alma fria,
sou amor que fica, que fica na paixão.
 
Qual vento, que nada, não às tempestades,
sou o atrito, a explosão que abala tua nudez,
quero a música suave dos meus dedos te provocando...
 
Voltarei mais, chegarei cedo e te tomarei,
quero e bebo do sabor que me ofereces,
com tuas bocas, todas, lambuzadas com meu sumo.
 
Deixa que as sombras rodeiem a cama,
fecha os olhos por alguns instantes, ouça...
meu amor é este silêncio que tu sentes, que te toma.
 
Abre as janelas do teu corpo, me convida,
ilumina meus caminhos, queimando nossos desejos,
deixo que me consumas, me escondas, faça-me teu!
 
15/02/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 15/02/2006
Código do texto: T112032
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116252 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:19)
Caio Lucas