Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Márgara manhã.

Márgara acorda numa manhã,
Liberta-se do edredon
Ajeita o soutien que lhe deixa marcas.
Exala cheiro de mulher.
Lava o rosto, tirando a oleosidade.
Faz a higiene bucal.

O hálito de Márgara são os eflúvios da primavera,
Apesar de outra estação.
Toma café,
Prefere as frutas que fazem bem à sua tez,
Pensando que poderá encantar mais.
Márgara agora é a manhã.
Será todas as manhãs,
Enquanto houver esta eternidade.

Márgara acorda numa manhã,
Liberta-se do edredon,
Ajeita o soutien que deixa marcas no seios.
Márgara me faz sonhos.

 Visite a webpage: www.cronicasdojoel.blogspot.com
Joel Rogerio
Enviado por Joel Rogerio em 15/02/2006
Código do texto: T112143
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joel Rogerio
Colatina - Espírito Santo - Brasil
116 textos (7971 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:02)
Joel Rogerio