Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ah meu cigano... eu já sabia!...

Ah meu cigano... eu já sabia!...
Conheço teu jeito sem sossego...
Teu temperamento, teu sangue...
Sabia que voltarias para o meu leito!

Entre farras e algazarras, na noite...
Sou tua perdição... teu tormento!...
Se vais, voltas logo, sou tua doce fera.
Teu temor, é outro no acampamento!...

Minha boca vermelha te chama...
Minha cintura ondeando te alucina,
Meu cheiro te acende, incendeia...
Sou tua mulher, tua fêmea e menina!

Carta marcada, coringa... - Seduzindo,
Chamando para o amor na madrugada.
Teus desejos se derramam em fogueira,
Bebem meus beijos entre gargalhadas...

Ah... meu cigano... eu já sabia!...
Que outra vez aquela porta cruzaria!
Morto de ciúme... saudade e desejos...
E que do meu corpo... te saciarias...

Sou teu destino, o licor da tua vida...
Te amo, te quero em minha tenda...
Tirando meu baton... nu em pêlo...
Numa melodia de amor estupenda!
 
Ah... meu amado cigano... eu já sabia...
Do vício, da tua volta na vida minha!...
Por mais que as ciganas te chamem...
Só esta cigana... te adoça e extasia!...
Mary Trujillo
23.12.2005

Mary Trujillo
Enviado por Mary Trujillo em 15/02/2006
Código do texto: T112232

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mary Trujillo
São Paulo - São Paulo - Brasil
387 textos (25776 leituras)
41 áudios (1840 audições)
8 e-livros (1171 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:33)
Mary Trujillo