Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÃO SEI QUANDO

Numa dessas noites passadas,
não me recordo quando, se
estava sozinho ou rodeado de
pensamentos, não sei,
o que me lembro foi que chorei..
 
 
Me lembro também que abraçado
com a saudade conversava nos
intervalos de meus soluços, não
sei pra quem, dizendo o porque
que estava sofrendo.
 
 
Não houve solução, não
tive como cortar o mal pela raiz e quando
do despertar de um novo dia,
cansado, atônito e ainda entregue
aos cuidados de minha imaginação,
entendi que nada mais se podia fazer
conforme os ditames de meu coração.
 
 
O tempo não conseguiu deixar pra trás
as amarguras, o que passei e nem
a lembrança das lágrimas que derramei
quando por atos de tolice,
debrucei em teu vulto com vontade de te amar
e gritei mas você não me respondeu..
 
 
Faz tanto tempo, não sei quanto,
as lágrimas até secaram elas já não
umedecem as lembranças
em minhas confidências, quando me encontro
acariciando tua face tão amada e
conservada em minha alma dilacerada
 

 
 
Wil
Enviado por Wil em 16/02/2006
Código do texto: T112761
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 81 anos
2613 textos (84514 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:46)
Wil