Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TINHA QUE SER ASSIM:

Tinha que ser assim



Tinha que ser assim
Pois não tinha outro jeito.
Era pegar ou largar, eu peguei.
Naquele dia que eu te encontrei.
No mesmo bar, aonde sempre ias.
Ali me desafiava, com os olhos.
Me, provocavas com gestos obscenos.
Com a língua a passear entre os lábios.
Me, chamava, para logo ir embora.
Deixando-me ali sozinho, e pensativo.
Querendo saber porque fazias aquilo.
Hoje foi diferente, a peguei de jeito.
Não dei tempo para ela fugir, fui atrás.
Num canto escuro da rua a encontrei,
Pois parara para acender um cigarro.
Sem pedir licença retirei, seu isqueiro.
Seu cigarro, com raiva no chão joguei.
Sem lhe dar tempo fui logo beijando,
Entre socos e pontapés eu continuei.
Até ela me pedir, por favor, pare.
Bem parar eu não parei, meus lábios.
Foram de encontro ao seu peito.
Seu colo beijei, a resistência acabou.
No aconchego do meu peito!


                                        Volnei R. Braga:
Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 18/02/2006
Código do texto: T113239
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147481 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:07)
Volnei Rijo Braga