Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O RAIO DE SOL



anda ver como cheira a flores cósmicas
ao forte olor da sopa enchendo a cozinha
este frágil raio de sol
pesando ao de leve
sobre o chão de pedra

abandona a sombra e delicia-te no lugar
onde a luz se concentra tão fugazmente
para nos trazer imagens
de outros vastos universos
a iluminar-nos o caminho

vale a pena este momento de contemplação
tentar adivinhar o quotidiano que se esconde
nesse brilho de mil diamantes
espalhado por sobre a poeira
do passado de vida dos homens

anda ver como cheira bem a sopa de legumes
este breve raio de sol que nos visita sem avisar
é como se concentrasse na hora
toda a sua história sobre a terra
e nos devolvesse o amor pelas flores

é neste raio de sol que renasce a esperança
e muda o perfume do tempo nas asas do vento
dando-lhe na natureza as cores
com que se escreve de novo a palavra
Deus ou estrelas no cerne do pensamento


JOSÉ ANTÓNIO GONÇALVES
(inédito.28.07.04)
JAG
Enviado por JAG em 18/02/2006
Código do texto: T113429
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JAG
Portugal, 62 anos
117 textos (41779 leituras)
4 áudios (187 audições)
1 e-livros (28 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:22)
JAG