Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BRINCADEIRINHA:

Brincadeirinha:


Uma poesia...
Escrevi para ela.
Mas, ela não quis ler.
Minha poesia, ela rasgou.
Jogou, no cesto do lixo.
Eu ali, assistindo tudo.
Meu amor, minha poesia.
Meus sonhos, sendo destruído.
Dizem, que homem não chora.
Mas, aquela hora chorei.
Desiludido, sem nada fazer.
Fiquei ali, olhando para ela.
Que, em seus lábios tinha.
Um estranho sorriso.
Andou ao meu encontro.
Contra meu peito aninhou-se.
Após, um longo beijo, me disse.
Sua poesia, eu não rasguei.
Ela esta aqui, juntinho do coração.
Onde é, o lugar dela, e, o seu lugar.
O que joguei no lixo era só um papel.
Foi só uma brincadeirinha, que fiz.
Pois, amei sua poesia, como amo você.


   Volnei R. Braga:



Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 18/02/2006
Código do texto: T113618
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147461 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:53)
Volnei Rijo Braga