Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GRITO AO VENTO;


Grito ao vento:


Eu quisera gritar
O meu amor ao vento
Para que ele leve até ela.
Mas minha voz calou no peito.
O que era para ser um grito.
Se, transformou num sussurro.
Que nem o vento escutou.
Por isso meu grito se perdeu.
Em meio ao silencio que se fez.
Um suspiro, uma lagrima, foi tudo.
Que restou, naquele momento.
Senti, o quanto fui ingênuo.
Ao não acreditar que um dia,
Ela cansada da vida que levava.
Tinha por destino, me abandonar.
E, assim ela se foi sem nada dizer.
Deixando para trás, restos.
Que não queria levar com ela.
Este resto foi o que me sobrou.
Como lição que terei de assimilar.
E, apreender que o amor e feito a dois.
Para que possa crescer e vingar...


                                 Volnei R. Braga









Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 21/02/2006
Código do texto: T114375
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147465 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:18)
Volnei Rijo Braga