Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Tempo Nunca Parou

Sapatos velhos, estradas nuas
E o tempo passa por mim
Eu, passo por ele
Olha para trás, não sei se quero voltar
Quero seguir
Estar
Será que posso?
Ou não devo?!
Fujo dos olhos e das estradas
Nem sei onde vou parar
Pego em suas mãos
Mudo as histórias
Quero saber se você realmente está
Se vai me segurar no precipício
Do meu não estar
Me acalme!
Mostre pra mim o que há de bom
Se sou bom ou de todo o mal ainda não escapei
Onde estão os lobos vorazes que me perseguiam?
Você os mandou embora?
Segure-me
Experimente meus sapatos
Será que cabem em você?
Volte
Sossegue minha alma
Acalente-me com um beijo
Quero saber quão doce é
Espero ainda por uma noite a mais
E se você não vier
Eu vou
Encontrar
Vou buscar você
Pra me salvar
Não comprei guerras
Mas vivo nas trincheiras da solidão
Não quero mais suas miragens
Nem quero que você seja paisagem
Me acolhe
Proteje
Aquece
Você está aqui
Em mim
E eu estou aí
Em você.
Priscilia Nascimento
Enviado por Priscilia Nascimento em 21/02/2006
Código do texto: T114581
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscilia Nascimento
Recife - Pernambuco - Brasil, 35 anos
222 textos (24431 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 21:54)
Priscilia Nascimento