Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0608 - Aos meus deuses




Leia meu Deus,
apenas como meu Deus,
posso dizer-te das dores,
não espero respostas,
deuses são sós.


Vê a minha realidade,
não têm feliz mais ou menos,
quero e faço,
tento ir além, sempre,
as chances são iguais aos não(s).


De volta ao meu caminho,
canto aos deuses,
amo como se fosse único,
até as sombras que se apagam
antes do sol baixar.


Grito ao meu Deus
e a todos os teus, outros,
sou fiel,
quando das dores, forte,
quanto a fé, sou destino.


Não saberei esperar mais,
que venham os deuses
corram, antes que eu morra,
digo não aos plurais da crença,
vem, antes que o diabo carregue.


03/03/2006
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 03/03/2006
Código do texto: T118200
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116251 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:46)
Caio Lucas