Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Atravesso minha rua

Já fui ferido
E sangrei
Combalido
Quase me entreguei

Aprendi que um guerreiro
Mesmo caído
Não pode largar sua espada.

Pois com ela me ergui
Cicatrizes esqueci
E com a fronte levantada
Tive o horizonte inteiro para escolher meu caminho.

Atravesso
Minha rua.
Me despeço
De toda imperfeição
Que no mundo há!

Alguns passos e eu encontro
O mais belo dos tesouros
Que a vida guardou pra mim.
É o meu colo meu consolo...
É minha paz é o meu porto...
É o sonho dos meus sonhos...
É mais do que tudo que eu sempre quis.

Ao teu lado nada invejo!
Protejo-te de qualquer um
Qualquer mil, qualquer um milhão...
Não há fogo e nem frio,
Tempestades e trovões
Que me impeçam de estar contigo!

Por ti desprezo o temor:
Subo montanhas, desço vales...
Atravesso qualquer deserto, qualquer mar...
Pelo teu amor
Eu enfrento até Haddes
Para a morte não nos encontrar.

Já olhei pro mundo e perguntei:
Se vale à pena tanta dor!
E quase me afoguei
No meu próprio pranto.
Mas se as coisas não vão bem,
É verdade eu bem sei
Desejo um colo
Para quem não tem!

Que mal há querer nada querer?
Se quando atravesso minha rua
nada me falta!!
Ah!!
Se todos quisessem nada querer...
Salvo o bem querer.
Como eu bem te quero!


Hermison Frazzon da Cunha
Enviado por Hermison Frazzon da Cunha em 04/03/2006
Reeditado em 04/04/2011
Código do texto: T118529
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Hermison Frazzon da Cunha www.recantodasletras.com.br/autores/mano). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hermison Frazzon da Cunha
São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil, 37 anos
103 textos (27010 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:23)
Hermison Frazzon da Cunha