Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A queda


 
 
 Trago na boca o canto rompido,
desfaço-me em estilhaços jogados por terra,
mãos funestas tocam-me o corpo tentando arrancar-me o que sobrou da alma,
pelos caminhos, tenho a noite alimentando minha dor.
 
 
Bebem do meu sangue os lábios tingidos de rancor
brindando a morte na hipocrisia da qual se revestem,
alçam vôo pelos céus que refletem suas mentiras
alimentando o vazio que cresce nos abismos que me remetem.
 
 
Esperam pelas esquinas de mim aqueles aos quais lancei-me à sorte,
como aço, suas palavras me rasgam o peito arrancando-me a fé,
torre caída, desacredito da vida que a tudo assiste imóvel,
uma lápide e o dito grava-se em granito:
Aqui jaz o amor.
 
 
05/02/2006
 
Aisha
Enviado por Aisha em 04/03/2006
Código do texto: T118795
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aisha
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 50 anos
791 textos (35175 leituras)
1 e-livros (57 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:19)
Aisha