Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lágrimas incontidas

Achei que fosse forte, que tudo suportaria
Mas essa dor, tantas vezes escondida
Meu peito apertado, nó na garganta
que sei bem, não desapareceria,
Se não deixassem escorrer, as lágrimas incontidas
Adeus, palavra forte, nunca imaginei que um dia, a diria
Agora elas escorrem mais fortes, mas precisava
dar passagem a elas,sentia que se continuasse
a me negar, eu explodiria
Dores, saudades,tristezas...lágrimas minhas
incontidas, levem com vocês toda minha angústia,
escorram todas de uma só vez
Lavem minh'alma, deixem apenas um pouco delas,
Para quando eu puder chorar, somente de Alegria!!
BellVil
Enviado por BellVil em 05/03/2006
Código do texto: T118988

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.bellvil.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
BellVil
Santos - São Paulo - Brasil
291 textos (21055 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:26)
BellVil