Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A LAGRIMA DO POETA

A LAGRIMA DO POETA

A lagrima do poeta,
lamenta a saudade do silencio
que esqueceu no tempo,
um poema para o amor
que foi uma pagina em branco.

Quando uma lagrima escorre,
o poeta molha a ponta de sua
caneta para escrever um
poema que vai ser uma
oração sagrada para alma.

Quando o poeta não encontra
tempo para chorar,ele guarda
as lágrimas, deixando ela
pingar nos versos
que relembra uma paixão
que enganou o amor.

O sonho do poeta
é ver a humanidade
regando as flores
com suas lagrimas.
e colher as pétalas,
para fazer um tapete
para quando Jesus voltar.

O mundo é um sonho
para o poeta , e as lagrimas
o sentimento de sua poesia
que deixa em cada verso
o encontro da paz com o amor.

A musa do poeta, brilha
na face de Nossa Senhora,
quando de seu olhar brotam
o sagrado amor,fazendo de suas
lagrimas a esperança de
seus filhos.

Quando o amor se despede,
a lagrima é a lembrança,
que encontra na alma o conforto
de uma poesia.

Essas gotas que foram abençoadas
pelos anjos, se tornou
a primeira do poeta,
que a sós com Deus
libera suas emoções
em um poema.

Sem lagrimas,
a vida sentiria falta
da emoção e não conheceria
o poema que a alma
escreveu para Mãe de Deus.
poeta da paz
Enviado por poeta da paz em 05/03/2006
Código do texto: T119113
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
poeta da paz
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 61 anos
3694 textos (146782 leituras)
186 e-livros (26764 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:58)
poeta da paz