Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Morta de Saudades

 
 
Onde estás meu amor, que não respondes
e não vens aquecer meu coração
já tão saudoso de ti.
Fazem poucas horas que nos falamos
mas parece que são séculos
que estou afastada de ti.
Vem aquecer meus ouvidos
com as doces palavras
que apenas ouço de ti.
Vem me encontrar
nesta esquina da manhã
que se descortinou de ti.
Vem ser meu amanhecer
meu clarear do dia
que apenas quero de ti.
Venha com os braços abertos
para me afagar inteira
pois sinto falta de ti.
Venha depressa
não se demore mais
pois quero os beijos que vem de ti.
Mas como demoras
e sei que estás ocupado
te mando um pedaçinho de mim.
Atraves destas singelas palavras
que expressam verdadeiras,
a afeição que sinto por ti.
E assim, de minuto em minuto
estarei aqui ansiosa
esperando por ti.
E ao som da guitarra portuguesa,
que canta
Lisboa ao amanhecer,
cá estou a te esperar
com o coração encantado por ti.
Venha logo,
para me trazer a alegria
que voce sente
e me deixa tão contente.
Te beijo com carinho!
Nunca mais
estarás sózinho,
porque estou em ti!
o5/03/06
6,57 hs.

 
Guida Linhares
Enviado por Guida Linhares em 05/03/2006
Código do texto: T119283
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Guida Linhares
Santos - São Paulo - Brasil, 70 anos
1939 textos (158378 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:32)
Guida Linhares

Site do Escritor