Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM POEMA MUDO

UM POEMA MUDO

O amor que fez o passado,
renascer em um poema;
Continua em silencio
na saudade, e não
tem a rima de um beijo.

Um poema mudo e sem
cor, ainda não foi escrito
pelo poeta que conheceu
a dor de uma perda
e ganhou o sorriso do tempo.

Quando o amor descobre que
foi enganado pela armadilha
da paixão, ele descobre nas lagrimas
um adeus que manchou a poesia
de uma união...

O lamento do poeta,
tem a sensibilidade da alma
que despertou um sonho,
que adormecia nas paginas
em branco, de um  livro
em que a poesia
se escondia na ponta
de uma caneta...

O brilho da cor lamenta
a ausência, do arco íris
e festeja a abundancia
do amor, nas cores
que o colibri escolheu
para beijar...

De verso em verso
o amor se espalha,
na saudade, que
ficou guardada
na lembrança de um poema
esquecido no coração.

De uma lembrança,
a poesia regatou
seu amor para viver
um sonho ao lado
da esperança...





poeta da paz
Enviado por poeta da paz em 11/03/2006
Código do texto: T121541
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
poeta da paz
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 61 anos
3694 textos (146782 leituras)
186 e-livros (26764 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 13:05)
poeta da paz