Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEGUINDO O CONSELHO DO POETA


Estou tentando cuidar do meu jardim,
Arrancando os matinhos, arando bem,
Por ora, está meio difícil, mas quem sabe assim
Consigo exorcizar os bichinhos nocivos também

Incrível como consegui deixar,
Meu jardim interior sem os devidos cuidados,
Sem semear, sem podar as plantas, sem regar,
Totalmente desleixado, à própria sorte, abandonado...

Permiti que o mato crescesse ao redor
E me dediquei a uma única plantinha
Cuidei com extremo zelo, dei todo o meu amor
E esqueci das outras, como se fossem ervas daninhas

Mas essa planta, nunca me deu reciprocidade,
Não floresceu, não deu frutos, nem ficou esplendorosa
Cheguei então à conclusão de uma grande verdade:
Ela era apenas e tão somente, uma erva venenosa

Hoje, sigo à risca o conselho do poeta Quintana
Deixei de correr atrás das borboletas e amores,
Cuido das terras férteis do meu jardim, com gana,
E que as borboletas e o amor venham, sem causar dores!



14.01.2006
Vitória-ES
Baby
Enviado por Baby em 14/03/2006
Código do texto: T123177
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Baby
Vitória - Espírito Santo - Brasil
587 textos (21959 leituras)
2 e-livros (177 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:05)
Baby