Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POEMA QUE NÃO PUBLICO

Ouço uma canção...irresistível vontade de transbordar...
Penso em ti, na nossa distância tão longe e tão perto,
uma sensação... cerrar dos olhos...
O coração escreve... uma cantiga lenta ao fundo...
Não parece tão fácil, um júbilo qualquer...
Uma alegria translúcida, um palpitar sem pressa
Um pouco de melancolia...
O coração escreve... uma cantiga lenta ao fundo...
Um bem querer que não se compreende...
Onde estarás? Pensas também em mim?
Serás alguém que ouve uma canção?
Mas o que se passa em mim é singular...
É coisa que há muito não sentia
Uma saudade sem história... desejo... ventura só minha,
Um estágio entre o físico e o ilusório, uma contemplação...
O que experimento agora é sentimento puro, intocado,
um pulsar de leveza profunda e profana,
estado de magia que não reage, que espera... que se basta.
Será um contentamento com o pouco que me dás
ou premonição do que juntos podemos viver?
Nada sei...
Mas ao fundo tenho uma linda canção,
Parece que és tu quem canta para mim...
Parece que és tudo que almejo, a resposta a sentidas questões
A ternura que ainda não encontrei,
algo que repousa em mim
E aí...
O coração escreve... a alma recita... doce paixão!
Nalva
Enviado por Nalva em 17/03/2006
Reeditado em 09/03/2010
Código do texto: T124580

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nalva
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 49 anos
102 textos (15398 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:29)
Nalva