Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OSMIR: MULHER POESIA!

            Osmir coisa que me apaixona
            Sublime Ser quase alado
            Teu exótico Ente, tão erótico ou inocente
            Embriaga toda minha criatura, entorpece-me como lava desta fundura
            Osmir Singelo Ouro, talvez simbio Tesouro
            Solto primor, envolto sob este amor
            Livre lavor, aclive neste profundo albor
            Túmido elo, úmido ceio, tam vivido anseio
            Dessa doce soez: Sutil és a sua nudez
            Osmir quente adjetivo
            Reino, Fórmica dum poético subjetivo
                 Hermético, ou melhor, lado objetivo
                 Da minha outra metade
              Noutro oceano, ou seja, larídea raridade...
                  Osmir principesca Rosa
                       Dantesca
                       Valiosa
                       Jóia Colorida
                       Matiz Prodigia.
Edemilson Reis
Enviado por Edemilson Reis em 18/03/2006
Código do texto: T124879
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edemilson Reis
Vespasiano - Minas Gerais - Brasil, 27 anos
332 textos (127517 leituras)
4 e-livros (593 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:22)
Edemilson Reis