Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tenho um anjo azul



Não sei até hoje como ele surgiu.

Alguém que me chama de cigana

Escreve-me poesias, invade-me...

Conhece-me como ninguém.

Alguém tão excêntrico, volátil

parece mágico

Alguém que me fez acordar e

num mundo de sonhos entrar

Alguém que diz-se de passagem

que deste mundo não faz parte

Alguém que me fez acreditar que

meus sonhos eu podia realizar

Alguém que me faz do nada chorar e a

alegria encontrar no instante que sorrir.

Alguém de beleza infinita

que as vezes precisa de energia.

Alguém que sei que em breve vai partir.

Alguém que veste azul...

A cor do céu, do mar, da liberdade de voar.

Alguém que não tem tempo de brincar, de viver,

que busca os caminhos para "outro" sobreviver.

Alguém que guardou as asas na curva do vento

Que em breve vai voar e com ele levar

a magia da cura do desamor,

da tristeza, da incerteza.

Um anjo azul que aqui vai deixar a semente

que plantou para na eternidade germinar.

Um anjo azul que faz

o amor em palavras se transformar

para que a mensagem de amor e fé possa semear

Iza Mota
(ao amigo Julio Sergio)
Recife-PE
Iza Mota
Enviado por Iza Mota em 20/03/2006
Código do texto: T125818
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Iza Mota
Recife - Pernambuco - Brasil
785 textos (81966 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:00)
Iza Mota