Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ImuneImunidade


Anna Paes

(Minhas lágrimas de outrora.
Perdidas nas fímbrias de teu manto, esgotaram-se.
Olho-te porque és meu prazer e minha luz
Porque és o facho de luz translúcida que meu ser todo  ilumina
Quisera poder escrever-te claramente, para que entendas afinal,
que és meu bem querer- Anna Paes)
 
Quando o vento  pulou minha janela
E espalhou meus  desejos no lençol
Percebi que já não estava mais  imune,
Aos olhos  que nos sonhos me fitavam.
E eu, que dizia não  sonhar,
Me pus a sorrir imaginando versos,
Sentia que a antiga imunidade se desfazia
Em névoa plúmbea pelo quarto.
Me envolvi na magia do momento,
Me perdi em doces devaneios
E feliz me entreguei tão vulnerável
À lembrança de seus versos,
de seus olhos, de seus beijos.
 
Anna Paes
22/02/2005
14:51hs

Anna Paes
Enviado por Anna Paes em 23/04/2005
Código do texto: T12719

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite nome do autor e link da obra original, não reproduzir sem licença). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Paes
Brasília - Distrito Federal - Brasil
98 textos (4396 leituras)
6 áudios (312 audições)
11 e-livros (600 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:53)
Anna Paes