Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0633 - Eu e você




Minha alma está em silêncio em mais uma noite,
não tem estrelas no universo, nenhum sonho,
até o sol prometeu voltar e nada,
meu coração parece acomodado com a saudade,
assusto quando uma nuvem negra passa rente aos olhos.


Não tenho medo dos brilhos, das luzes,
daquele instante que fui capturado pelo coração,
nos olhos não ficaram marcas de outros tempos,
pedi paz em plena guerra, deixei a luta por uma luta,
quando não mais sonhar, serei infinito como o céu.


Curvo minha cabeça até os joelhos,
não preciso verter lágrimas, não tenho dores,
careço algum carinho a mais, um ao menos esta noite,
minha casa é coração, como sua é meu lar,
deixa que a paixão atravesse os corpos até vazar amor.


Abri minha vida do outro lado da janela,
fico mais um pouco, as noites não foram feitas para voar,
trago em mim, presentes, todos de fé, verdade e carinho,
um brilho de prata nos olhos que juram amor,
um peito para acomodar sua cabeça até adormecer.


Continuo em silêncio até depois da meia noite,
nas mãos carrego um pouco da minha vida e entrego-te,
nos beijos, um pedaço da alma que um dia jurei ter seu amor,
na boca nenhuma palavra, nada além do seu gosto de ontem,
fecho os olhos por um instante e sonho, eu e você.


27/03/2006

Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 27/03/2006
Código do texto: T129265
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116244 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:47)
Caio Lucas