Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Grilhão de Carne

Grilhão de carne

Estou farta de tua expressão
Que não me mostra a cara
Verdadeira de teu sentimento

Estou farta de tua rotineira
Entrega submissa e abusiva
Ao cotidiano reprimido

Face ao sonho não vivido
Ao amor não repartido
Ao ideal não atingido

Ao obstáculo não superado,
Ao sonho desmantelado
E a ausência da satisfação

Que nos dá o dever cumprido.

Tenho sede de aprender,
De conhecer outros lugares
De viajar e ver outras paragens.

Às vezes o corpo desperto
É uma prisão dura
E um forte grilhão a nos prender.

Gostaria de viver livre
Voar pelas alturas
E meu destino eu mesma tecer.

Devagar, com linhas finas
Corte reto, amplo, largo
Como um vestido bonito

Onde eu levasse o corpo
Enfeitado e protegido
Para um passeio muito lindo.

Estou farta desta mansidão
Silenciosa que escoa devagar
No silêncio das horas.

Estou farta desta rotina
Semelhante a uma cantiga
A repetir o mesmo refrão

A vida continua lá fora
Quero ver teu verdadeiro rosto
Não me escondas nada

Nada tenho, nada temo,
Apenas a triste dor
De sentir este desamor

De tua parte, indiferença
Tão profunda, que forma uma ruga
Em tua fronte  adulta

Sonho idealizado, no futuro
Uma vitória conquistada
Eu e minha bem amada

Unidas, juntas venceremos
Mais uma etapa
E então a tão sonhada

Liberdade ecoará no silêncio
Do escoar desta consagrada
Hora tão esperada

O finalmente de tudo
A limitação do abuso
A derrubada do muro

Que nos separa da vida
Que nos fecha a alegria
E nos prende ao passado.

Momento então consagrado
Hora sagrada do parto
Lançamento de um novo marco

Certamente iremos trilhar
Um novo caminho
Ser que estás ainda no meu ninho

Iremos brilhar, iremos lutar
Com Deus a nos abençoar
A nos dar uma chance

Que iremos aproveitar
E um dia um canto de glória
Enfim entoar: Amar, amar, amar.

Aradia Rhianon
Enviado por Aradia Rhianon em 28/03/2006
Código do texto: T129813

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aradia Rhianon
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1208 textos (87702 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 11:12)